Grupo 3corações conclui a 1ª edição do Concurso Tribos

Com cafés de altíssimo nível, a 1ª edição do Concurso reforça um dos pilares do Projeto Tribos: ter cafés de qualidade. Somado à qualidade, o Projeto tem como objetivos proteger a floresta e dar protagonismo ao índio

O Grupo 3corações, maior empresa de cafés do Brasil, caminha com o Projeto Tribos, iniciativa de um projeto inovador que possui três pilares indissociáveis e interdependentes em sua jornada: cafés de qualidade, protagonismo ao índio e proteção da floresta. O projeto fomenta um desenvolvimento sustentável amparado nos pilares social (protagonismo ao índio), ambiental (proteção da floresta) e econômico (cafés de qualidade) interagindo de forma harmoniosa.

Para Pedro Lima, Presidente da Companhia, “ao longo dos 60 anos de história do Grupo 3corações, buscamos parcerias genuínas e duradouras. Este é um projeto que caminha neste sentido e, além disso, traz ousadia e inovação na criação de oportunidades. Estamos construindo o Projeto Tribos com responsabilidade e cuidado em cada atitude, sempre visando os pilares ambientais, sociais e econômicos. Como maior empresa de cafés do país com 27% de Market Share, procuramos desenvolver a cadeia produtiva do café, e este projeto é uma oportunidade única de uma iniciativa sustentável que cria valor para todos os envolvidos”.

A companhia está construindo este trabalho com os povos indígenas do Estado de Rondônia em duas Terras Indígenas: Terra Indígena Sete de Setembro, localizada na cidade de Cacoal e Terra Indígena Rio Branco, na cidade de Alta Floresta. Além de, no primeiro ano desta parceria, o Grupo 3corações garantir a compra de 100% dos cafés cultivados nas duas Terras Indígenas, como forma de incentivar a qualidade e comprovar o alto potencial destes cafés, foi lançada a 1ª edição o Concurso Tribos, um concurso de cafés de qualidade exclusivo para os povos indígenas.

A cerimônia de premiação aconteceu na quinta-feira, 12 de setembro, em Cacoal (RO) e contou com a presença de mais de 400 indígenas cafeicultores com suas famílias e também com os parceiros do projeto: Funai, Embrapa-RO, Emater-RO, Secretarias do Estado de Alta Floresta e de Cacoal e Câmara Setorial do Café. Clique na imagem e confira as fotos do evento:

concurso-tribos

A 1ª edição do Concurso Tribos surpreendeu e recebeu 64 amostras de café. Confira as premiações:

1º lugar – O melhor café atingiu a pontuação 89,63 pontos e foi cultivado pelo cafeicultor Yamixãrah Suruí na Aldeia Tikã localizada na Terra Indígena Sete de Setembro e está sendo comprado por R$3.000,00 cada saca e mais R$25.000,00 de prêmio em dinheiro.

2º lugar – O segundo melhor café foi produzido pelo cafeicultor Valcemir Canoé na Aldeia São Luiz localizada na Terra Indígena Rio Branco e a compra das sacas foi por R$2.000,00 cada uma e mais R$15.000,00 em dinheiro.

3º lugar – O terceiro melhor café foi cultivado pelo cafeicultor Erivelton Mopimoy Surui na Aldei  Joaquim localizada na Terra Indígena Sete de Setembro e a 3 Corações adquire o lote por
R$1.000,00 cada saca e R$10.000,00 de premiação (de acordo com regulamento).

O nível da qualidade foi tão grande, que o Grupo 3corações abriu uma exceção no regulamento premiando também o 4º e o 5º melhor café com R$5.000,00 cada.